quarta-feira, 23 de março de 2011

CÁSSIO GANHA ÊNFASE NO G1 COMO UM DOS POLÍTICOS QUE PODEM GARANTIR VAGA NO CONGRESSO

Cássio ganha ênfase no G1 como um dos políticos ‘de expressão nacional’ que podem garantir vaga no Congresso após julgamento desta quarta no STF


O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi destacado pelo G1, nesta quarta-feira (23), como um dos principais personagens do polêmico julgamento da lei “Ficha-limpa”. Denominado, entre outros, como “um político de expressão nacional”, o tucano não só ganhou ênfase no subtítulo da matéria, como encabeçou a lista dos que podem acabar conquistando a titularidade da vaga no Senado, com o voto de “desempate” do ministro do STF Luiz Fux.Mesmo tendo Jader Barbalho as mesmas chances de sucesso de Cássio, o portal preferiu secundarizar a velha “raposa” da política nacional para dar mais destaque ao governador paraibano, que, inclusive, tem sua imagem como foto principal da matéria.Fazendo uma analise jornalística, a impressão que fica é que toda essa ênfase dada pela imprensa nacional ao tucano paraibano seja um indício que os próprios profissionais da comunicação do país acreditam que Fux irá se posicionar a favor dos objetivos dos que, como Cássio, esperam assumir o cargo para o qual foram eleitos.


CONFIRA A MATÉRIA DO G1 NA ÍNTERGRA.


Saiba como decisão do STF sobre ficha limpa pode alterar Congresso. Em 2010, ficou empatada decisão sobre validade; Luiz Fux vai desempatar. Dependendo do julgamento, Cunha Lima e Capiberibe podem ganhar vaga.Barrados pela Lei da Ficha Limpa, alguns políticos de expressão no cenário nacional podem conquistar vagas no Congresso dependendo de como o Supremo Tribunal Federal (STF) vai se posicionar sobre a lei nesta quarta-feira (23).No ano passado, terminou empatada a decisão sobre a validade da lei para as eleições de outubro. Apesar do empate – possível devido à aposentadoria de Eros Grau, que deixou a corte com dez ministros –, o STF decidiu manter decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que considerou a validade para as eleições de 2010.Agora, com o tribunal completo novamente, após a posse do ministro Luiz Fux, o STF analisa o recurso do deputado estadual mineiro Leonídio Bouças (PMDB), barrado por condenação de improbidade. Confira o que pode mudar na composição do Senado e na Câmara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.