sexta-feira, 5 de junho de 2009

EX-PREFEITO ZENON SABINO DEIXA PREFEITURA INADIMPLENTE COM O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO



Edione Nóbrega

E a cada dia fica mais difícil administrar o município de Equador. É que o ex-prefeito Zenon Sabino não prestou contas de uma verba liberada pelo governo do estado no valor de aproximadamente, 149 mil reais, para a construção de quadras esportivas nos bairros da cidade. A Secretaria de Estado da Infra-estrutura e o Tribunal de Contas do Estado estão cobrando essa prestação de contas e a atual administração não encontrou meios para tal, pois o dinheiro não está nos cofres da prefeitura e não consta a construção de nenhuma quadra de esportes nos bairros do município. Resta saber apenas o que foi feito desse dinheiro todo!!!!

Além da verba para a construção das quadras, o Tribunal de Contas e a Secretaria da Saúde Pública do Estado estão cobrando, também, a prestação de contas de uma verba que veio para o município em 2006, para a manutenção da Unidade Materno Infantil Integrada de Equador, no valor de aproximadamente 32 mil reais. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, não foi realizada nenhuma manutenção nesse período e a atual administração está tentando, da melhor maneira, possível manter o hospital em pleno funcionamento, pois devido ao descaso da administração passada a saúde do município foi entregue num caos total, mas aos poucos, segundo Bernadete Nóbrega, secretária municipal de saúde, a saúde de Equador vai sair da UTI. Então: Fica a pergunta no ar. Onde que o ex-prefeito Zenon Sabino aplicou todo esse dinheiro.

O MUNICÍPIO DE EQUADOR PERDE VEÍCULO DO PRÊMIO DO SELO UNICEF



Edione Nóbrega

Depois de tanto trabalho equador perde o veículo do selo Unicef. O governo do estado, através da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social, firmou convênio no valor de 40 mil reais com cada uma das cidades agraciadas com o selo, obtetivando a aquisição de um veículo que seria utilizado na implementação e otimização das políticas de apoio à infância e juventude. Para isso, a prefeitura municipal de Equador tinha um prazo a cumprir, até o dia 8 de maio último, para entrega da documentação.

A prefeitura de Equador ofereceu em contrapartida financeira, o valor de quatro mil reais para a formalização do convênio com o Governo do Rio Grande do Norte e infelizmente a administração do ex-prefeito Zenon Sabino ficou inadimplente com a declaração bancária com número da agência e conta corrente específica para objeto do convênio. Certidão da Caern, certidão de adimplência fornecida pela Control – Internet, com o INSS, FGTS, com o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, com a certidão de tempestividade do Tribunal do Contas do Estado, a publicação do relatório resumido da execução orçamentária, devidamente atualizada e a publicação do relatório da gestão fiscal atualizada. Toda essa irresponsabilidade administrativa, levou o município a perder o carro dado pela vitória do Selo do Unicef, onde o município teria um reconhecimento internacional e poderia, ainda, conquistar, pelo resultado de seus esforços, na melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes. Mas infelizmente essa não era uma prioridade da administração passada